Espanhol Inglês
Blog / Nota Técnica | Pastagens de Inverno: Como aumentar a rentabilidade de Sistemas Leiteiros, com bom manejo e ajustes nas dietas
17/06/2020

Nota Técnica | Pastagens de Inverno: Como aumentar a rentabilidade de Sistemas Leiteiros, com bom manejo e ajustes nas dietas

Nota Técnica | Pastagens de Inverno: Como aumentar a rentabilidade  de Sistemas Leiteiros, com bom manejo e ajustes nas dietas

Autor: Méd. Veterinário Fabiano Baiotto Prauchner
Representante Técnico Comercial Puro Trato Nutrição Animal

Estamos no período de outono/inverno, e nesta época, em sistemas de produção menos intensivos, o componente pastagem passa a ter um papel relevante na composição das dietas de rebanhos leiteiros. Tão importante quanto a boa implantação destas pastagens, com níveis de adubações e densidades de sementes adequados, a forma como a pastagem será colhida pelos animais é fundamental.

O “Pastoreio Rotatínuo” é um método de manejo Intensivo e Sustentável, desenvolvido pelo prof. Paulo César de F. Carvalho (UFGRS), em conjunto com o GPEP – Grupo de Pesquisa em Ecologia do Pastejo, e trabalha com alturas ótimas de entrada e saída dos animais, com o objetivo de proporcionar uma taxa de ingestão elevada, ou seja, uma maior ingestão de MS por unidade de tempo. Essa ingestão é preferencialmente realizada do extrato superior da planta (40% da área total), que é composto predominantemente por folhas de elevado valor nutricional e alta digestibilidade.

Como meta de manejo além de observarmos as alturas de entrada, devemos ter uma atenção especial com as alturas mínimas de saída, que tem como objetivo manter o resíduo pós-pastejo ainda com área folhar, possibilitando com que a planta mantenha taxa de crescimento e acúmulo de MS. O solo neste manejo também é beneficiado, pois se mantém sempre com boa cobertura, resultando em menor presença de invasoras, ausência de compactação e ciclagem de nutrientes. Quando bem realizado, o “Pastoreio Rotatínuo” tende a possibilitar pastagens mais longevas, com maior qualidade e produção de MS. Como meta de manejo além de observarmos as alturas de entrada, devemos ter uma atenção especial com as alturas mínimas de saída, que tem como objetivo manter o resíduo pós-pastejo ainda com área folhar, possibilitando com que a planta mantenha taxa de crescimento e acúmulo de MS. O solo neste manejo também é beneficiado, pois se mantém sempre com boa cobertura, resultando em menor presença de invasoras, ausência de compactação e ciclagem de nutrientes. Quando bem realizado, o “Pastoreio Rotatínuo” tende a possibilitar pastagens mais longevas, com maior qualidade e produção de MS.

Dependendo da disponibilidade de oferta destas pastagens, o que ocorre naturalmente é uma diminuição em maior ou menor proporção do consumo de outros volumosos (geralmente de silagem de milho), e isto requer alguns ajustes na dieta destes rebanhos. Como as pastagens possuem altos níveis de proteína bruta com alta digestibilidade, mas com pouca fibra, devemos ajustar o teor de fibra da dieta e na maioria dos casos é necessário trabalharmos com concentrados de proteínas mais baixos, porém mantendo os níveis energéticos da dieta.

A Puro Trato Nutrição Animal possui na sua linha de concentrados, as rações Bypass, que se adequam muito bem a estes sistemas produtivos.

Puro Milk Bypass, são concentrados com diferentes níveis proteicos, que permitem diferentes ajustes, com níveis de energia elevados, provenientes de óleos vegetais, que atendem as exigência de rebanhos leiteiros em diferentes níveis de produção. Possuem ainda um percentual de PNDR (proteína não degradada no rúmen), melhorando o aproveitamento desta proteína e reduzindo os níveis de PDR (proteína degradada no rúmen), já presente na pastagem. Estes ajustes podem proporcionar uma otimização do uso do concentrado, melhorando a eficiência e rentabilidade de Sistemas Leiteiros.

Para maiores informações, consulte nossa equipe técnica e agende uma visita em sua propriedade!

 

Tags
Bovinos de corteBovinos de leiteCãesEquinosGatosPeixes
J A Teixeira Veterinária Ltda. Indústria de Rações para Animais de Produção: Av. Angelo Santi, 1615. Santo Augusto, RS. Tel.: (55) 3781-3467 / 3781-3476
Indústria Pet Food. Rua Alberto Sperotto, 65. Distrito Industrial - Santo Augusto, RS. tel.: (55) 3781-4366 / 3781-3329